2ª fase da reforma administrativa (mandrake) de Caiado é aprovada com voto contrário de Talles Barreto

A 2ª fase da reforma administrativa encaminhada pelo governo estadual à Assembleia Legislativa foi aprovada em definitivo na tarde de hoje com 6 votos contrários, entre eles o do líder da oposição, deputado estadual Talles Barreto.

Segundo ele, o voto contra a matéria foi por entender que havia uma série de incoerências em seu teor, ausência de consistência técnica, falta de economia a ser gerada e entre outros fatores.

O parlamentar apresentou diversas emendas no projeto: a exemplo da que consistia na permanência das gratificações dos servidores das unidades do vapt-vupt padrão e foi negada e a que garantiu a representatividade na composição do plenário da Juceg para a Adial, OCB e Facieg. Para o deputado, a medida acatada pelo líder do governo e inserida no texto original, equilibra a força plenária da Junta Comercial, desenvolvendo e fomentando os setores que são representados pelas entidades.

Talles Barreto salientou que seguirá acompanhando e verificando as ações do governo. “Goiás precisa se desenvolver e não é o que vemos por aqui nos últimos cinco meses. Estamos de olho pelo bem e desenvolvimento do Estado”, frisou.