Isso é democracia de verdade: condenação ao vandalismo em SP une PT e PSDB. Em Goiânia, PT e PMDB aplaudiram violência

Os atos de vandalismo em São Paulo em manifestações contra o aumento da passagem receberam a condenação de políticos do PT e do PSDB, como o governador Geraldo Alckmin e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

Os dois bateram na mesma tecla: vandalismo e baderna não rima com democracia.

Em Goiânia, políticos do PT e PMDB ficaram omissos em relação aos protestos que culminaram com vandalismo e ensaiaram, por mera demagogia, críticas à ação enérgica, mas correta, da Polícia Militar.

Democracia é isso aí, não a aposta no quanto pior, melhor, sem a pensar seriamente na sociedade como um todo e não em projetos pessoais.

 

LEIA MAIS:

Em São Paulo, Haddad, do PT, não se omite e critica atos de violência contra aumento da tarifa

Marxismo de boteco: Pablo Kossa defende violência e diz que protesto pacífico não vai reduzir o preço da tarifa

Presidente UNE condena “cobrir o rosto e tacar pedra” como postura “péssima e equivocada”

Aluno da UFG critica movimento estudantil por voltar ao “paleolítico” com tática de “pedras, pau e foto”

Oloares engrossa o coro contra baderneiros em protesto e diz: “Vandalismo é crime, gente!”