Lideranças de Edéia e Palmeiras pedem apoio à Lissauer para permanência da UEG nos municípios

O prefeito de Palmeiras de Goiás, Vando Vitor Alves e o presidente da Câmara Municipal, vereador Murillo Rodrigues, tiveram audiência no gabinete do deputado estadual Lissauer Vieira (PSB) e entregaram ofícios solicitando gestão junto ao governador Ronaldo Caiado para o não fechamento do curso de Ciências Biológicas oferecido pela UEG. O presidente da Câmara também entregou um abaixo assinado com mais de 200 assinaturas de alunos, professores e de moradores reforçando o pedido de apoio ao campus da UEG.

Os vereadores de Edéia, Darci Vitória, Oraci de Freitas, Francisco de Assis e Maxy Millian também visitaram o gabinete Lissauer na sexta-feira, 17, e logo após foram recebidos pelo presidente da Alego, deputado Lissauer Vieira. Na pauta do encontro foi solicitado apoio para o fortalecimento da UEG de Edéia.

Na semana passada, o Conselho Superior Universitário (CsU) da Universidade Estadual de Goiás desaprovou o relatório apresentado pela Comissão de Redesenho que indicava o fim de 57 cursos e 15 campus em todo o Estado. O redesenho da universidade não foi excluído, mas será utilizado um relatório feito como base para um novo estudo mais amplo, com a participação de professores, servidores, e alunos.

No relatório que já foi apresentado sobre os cursos, a comissão tinha seis critérios para avaliação, mas apenas metade foi utilizado. Sobre a permanência ou extinção dos campus, foram nove critérios e utilizaram apenas cinco. Um dos excluídos foi o sombreamento, que se refere ao caso de unidades que atendem regiões que já possuem outro campus. Também os critérios que pediam a junção de campus localizados numa mesma cidade ou próximos.

O deputado estadual Lisssauer Vieira ressaltou seu apoio para que a Universidade Estadual de Goiás seja fortalecida em todo o Estado e vai intensificar a discussão em torno do assunto.