Crise entre poderes: Cláudio Meirelles defende repasse do duodécimo: “Assembleia não precisa pedir esmolas”

O deputado Cláudio Meirelles (PTC) subiu à tribuna durante o Pequeno Expediente dessa quinta-feira, 30, para lembrar que recentemente, o Tribunal de Justiça teve sua sede reformada, que o Tribunal de Contas dos Munícipios, órgão auxiliar da Assembleia Legislativa, também teve sua sede construída, mas que a Casa precisa ”pedir esmola ao governo”.

“Apenas queremos o que é direito pela Constituição, se falta dinheiro é por causa do Executivo, e ele repassar o problema para nosso Poder não dá. Hoje a secretária da Economia, Cristiane Schmidt foi a público dizer que o deputado Henrique Arantes (PTB) mente em suas declarações”, afirmou Cláudio.

O parlamentar apontou que, quando a secretária tenta atingir um deputado, ela atinge toda a Casa. “O nosso presidente Lissauer Vieira (PSB) já foi a público dizer que o Executivo não repassa o duodécimo. Porque isso não acontece no Ministério Público e no Tribunal de Contas? A Assembleia não pode ser um Poder agachado”, finalizou.