“É impossível sair da Praça do Trabalhador até dia 10”, afirma presidente da Associação de Feirantes ao site Mais Goiás

O presidente da Associação dos Feirantes da Feira Hippie, Waldivino da Silva, afirma que é impossível os feirantes deixarem a Praça do Trabalhador até a próxima segunda-feira (10), quando terão início as obras de revitalização do espaço. “Precisamos, no mínimo, de 15 a 20 dias para a transferência. Teremos que mexer nas estruturas das bancas e mudar quase 8 mil pessoas de lugar. É impossível sair da Praça do Trabalhador até a próxima segunda-feira como a Prefeitura quer”, disse ao Mais Goiás.

Segundo a Prefeitura de Goiânia, as obras devem durar cinco meses para aproveitar o período da estiagem. A proposta é que os feirantes sejam transferidos para as imediações da Praça, pela rua 44, 67 A e B, avançando até a Avenida Oeste, na parte Norte da rodoviária. Uma nova reunião entre a gestão municipal e a associação está marcada para a tarde quarta-feira (5). Uma alternativa, que será apresentada pela associação, é ocupar  parte da Avenida Independência, no Centro.