Site Mais Goiás: envergonhados x orgulhosos: Bolsonaro com a camisa do Goiás divide opiniões dos torcedores

Escreve Artur Dias, do site Mais Goiás, que nem todos os torcedores esmeraldinos ficaram satisfeitos com homenagem feita pelo presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) na última visita ao Estado de Goiás, na quarta-feira (5). Durante o lançamento do Programa “Juntos pelo Araguaia”, o presidente recebeu das mãos do cantor Chitãozinho uma camisa do Goiás Esporte Clube, um presente da presidência do time. Bolsonaro imediatamente a vestiu e discursou com ela.
O fato dividiu opiniões nas redes sociais do clube, com manifestações de torcedores orgulhosos e envergonhados. Até as 16h20 desta quinta-feira (6), no facebook oficial do Goiás foram 3.4 mil reações, 714 comentários, e 454 compartilhamentos. Já no instagram foram 16.6 mil curtidas e 1.607 comentários.

“Parabéns Goiás! O maior do Centro Oeste e isso incomoda muita gente e Que Deus abençoe o nosso Presidente e o nosso Goiás Esporte Clube [sic]”, disse uma torcedora no Facebook.

Na mesma rede social, um torcedor desabafou. “De todas as inúmeras decepções que o Goiás Esporte Clube deu pra gente ao longo dos últimos anos, essa foi a pior. A diretoria se esforça viu, todo ano uma bizarrice maior que a outra”.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa do Goiás Esporte Clube confirmou que o uniforme foi entregue a Bolsonaro a pedido do presidente da agremiação, Marcelo Almeida. Entretanto, o texto afirma que foi um presente e que isso não demonstra qualquer posicionamento político.

Confira nota na íntegra
“O cantor Chitãozinho é amigo pessoal do Presidente Marcelo Almeida, e convidou para estar presente no evento em que o cantor foi intitulado embaixador do Araguaia. Chitãozinho avisou que o Presidente da República estaria presente, então o Presidente do Goiás levou uma camisa de presente, como faz em qualquer visita, sem pretensões ou posicionamento político.”
Repúdio
Um grupo de torcedores intitulado Movimento Esmeraldino Antifascista publicou, ainda na quarta-feira, uma nota de repúdio contra o fato. Eles criticam Bolsonaro e Marcelo Almeida, se dizem constrangidos por saberem que a camisa foi um presente do clube ao presidente.

A nota citou, ainda, o fato de a camisa do clube ser entregue por Chitãozinho, “réu por crime ambiental em sua fazenda localizada exatamente na bacia do Rio Araguaia”.

Por fim, o grupo antifacista reprovou a fala do presidente com relação à denúncia de estupro contra o jogador da seleção brasileira e do Paris Saint-German, Neymar. “[…] ainda temos que escutar o representante máximo do atual desgoverno, utilizando a camisa do Maior do Centro Oeste, minimizar a polêmica atual de Neymar, denunciado por estupro”, diz a nota.