Adial ainda não entendeu que Goiás não pode mais manter a mamata dos incentivos fiscais. Chega!

A política de incentivos fiscais já deu o que tinha dele dar. Alavancou a indústria goiana e enriqueceu muitos empresários. Cumpriu o papel de estimular o desenvolvimento econômico de Goiás. Agora, chega! Está na hora de o estado deixar de ser babá  do empresariado, que tem de devolver à população um pouco do muito que recebeu em isenção de impostos.
A mamata tem de acabar.