Estudante que foi agredido na Praça do Bandeirante critica Caiado

O estudante Mateus Ferreira, que em 2017 foi agredido por um oficial da PM durante manifestação na Praça do Bandeirante e e quase morreu, postou críticas duras ao governador Ronaldo Caiado, que promoveu o policial a major por merecimento.

“Goiás é o lugar em que dono de fazenda escravagista assume o poder, fecha escolas e universidades, corta passe livre estudantil e premia policial que bate em estudante. E o povo ainda aplaude”, escreveu Mateus.