Uruaçu tem dois Machadinhos: a incrível história do empresário frio e mal-humorado que finge ser boa-praça como político e candidato

Uruaçu tem dois Machadinhos. Um é um empresário  muito rico, sem estudos que nunca quis ter contato com a sociedade. Sempre foi um empresário mão de ferro com seus empregados, tanto da sua empresa como de suas fazendas.  A prova são os inúmeros processos na Justiça do Trabalho.   Também nunca apoiou  as instituições  da cidade.   Depois de mais de duas décadas,  só agora ele se filiou na Associação Comercial de Uruaçu. Mesmo sendo produtor rural, só agora se envolveu com o Sindicato Rural. Esse Machadinho nunca abriu as portas de sua casa para os mais humildes.  Ele tem uma carranca fechada e nunca teve o costume de cumprimentar as pessoas. Suas empresas nunca patrocinaram os eventos realizados em Uruaçu.
O outro Machadinho,  é um que de repente decidiu entrar na política,  com uma fortuna fruto da herança da família,  tem torrado milhões com o propósito de conquistar a prefeitura.  Perdeu a última eleição para o atual prefeito.   Depois, perdeu para deputado estadual, também.  E tudo indica que vai perder novamente no próximo ano. O Machadinho candidato sofreu uma transformação que sustenta-se no fingimento e enganação. Hoje vai à feira, sem graça cumprimenta as pessoas e, como não sabe mexer nas redes sociais, contratou o professor Pacanaro para fazer isso por ele.  Agora patrocina festinhas,  mas companheiros bem próximos revelam que nos bastidores, ele fala que é insuportável essa proximidade com as pessoas,  principalmente os mais humildes. Segundo esse Assessor ele fala que o povo pede demais.