Urgente Major Araújo encaminha voto contrário a Caiado no ingresso de Goiás no RRF: “Penaliza o servidor”

Ao encaminhar voto, o deputado Major Araújo (PRP) enumerou da tribuna as razões pelas quais votaria contrário ao processo nº 3843/2019, da Governadoria, que pede autorização da Assembleia Legislativa para o ingresso do Estado no Regime de Recuperação Fiscal (RRF), do Governo Federal. De acordo com ele, as limitações da matéria impedem a realização de concursos públicos e o reajuste dos servidores por meio de data-base.

“Vou resumir algumas das razões pelas quais estou me posicionando contra o projeto, que penaliza o servidor. Há uma série de limitações aos reajustes – eu me refiro à data-base – e a realização de concursos públicos. O governo está adotando a medida mais extrema e também a mais fácil. Difícil é cortar comissionados. Esse projeto impede a criação de despesas contínuas, impedindo a criação das policlínicas prometidas pelo governador Ronaldo Caiado, que prometeu abrir a caixa preta do Estado, mas não abriu. Quando ele disse isso, o chapéu do deputado Amauri Ribeiro pulava de alegria, mas o governador não fez a sua parte”, afirmou.