Seis definições para os seis meses do governo Ronaldo Caiado

O G24H faz um resumo, em seis pontos, dos seis primeiros meses do governo Ronaldo Caiado (DEM), eleito em outubro de 2018, no primeiro turno, com 60% dos válidos:
1 – Paralisia administrativa, falta de rumo para a gestão, bate-cabeças entre secretários;
2 – Terrorismo contra o servidor: atraso salarial, calote de dezembro, redução de benefícios; demissões;
3 – Desestímulo econômico: redução dos incentivos, conflitos com empresários, aumento do desemprego, ausência de programas de fomento;
4 – Redução drástica ou extinção dos benefícios sociais: Bolsa Universitária, Passe Livre Estudantil, Renda Cidadã, Bolsa Atlelta, Tarifa Social do Eixo Anhanguera, Jovem Cidadão, etc.;
5 – Nepotismo: nomeação de parentes, amigos e amigos de parentes para cargos estratégicos; nomeação de forasteiros para o primeiro e segundo escalões da administração pública;
6 – Enfrentamento e derrota nas articulações com o Legislativo: ausência de base de apoio sólida para aprovar as matérias prioritárias para o Executivo.