Exclusivo: balancetes do governo mostram que arrecadação é a mesma de 2019. Ou seja, há dinheiro em caixa

O Goiás 24 Horas teve acesso aos balancetes financeiros do ano de 2019 e, ao compará-los com os de 2018 (veja abaixo), constatou que é falso o argumento do governador Ronaldo Caiado (DEM) de que o Estado não tem dinheiro em caixa para cumprir com a sua obrigação. Entre janeiro e maio de 2018, o governo anotou receita só R$ 4,2 milhões maior que no mesmo período deste ano – um valor que, para um território com a dimensão de Goiás, é insignificante.

Se a receita é a mesma, o governador não tem motivos para desmontar a Universidade Estadual de Goiás (UEG), aumentar em 21% a contribuição dos servidores ao Ipasgo, negociar junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) a redução compulsória de 25% de todos os salários, não pagar dezembro, sucatear o Hospital Materno Intanfil, as polícias e as rodovias.

Se o faz, é por terrorismo ou incompetência.