Mudança na LDO aumenta autonomia de fiscalização da Câmara de Goiânia

A emenda que reduziu de 30% para 20% o porcentual de remanejamento do orçamento da prefeitura de Goiânia para o ano que vem aumenta a autonomia e o poder de fiscalização da Câmara de Goiânia.

Com a aprovação da emenda, de autoria do vereador Álvaro da Universo (PV), o prefeito Iris Rezende (MDB) terá de enviar para a Câmara de Goiânia uma proposta orçamentária que estabeleça previamente como e onde 80% das receitas municipais serão gastos.

Iris queria movimentar livremente 30% do orçamento municipal, na prática todo o montante de R$ 780 milhões que ele vai pegar emprestado na Caixa Econômica Federal, endividando o município.