Citando a Bíblia, Iris pede a Daniel que perdoe os dissidentes do MDB que apoiaram Caiado

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende, cacique decano do MDB goiano, enviou carta ao presidente estadual do MDB em que, citando passagens bíblicas, pede a direção do partido perdoe a dissidência dos prefeitos da legenda que apoio a campanha de Ronaldo Caiado a governador.

Daniel ainda não se manifestou sobre o pedido de Iris.

Leia a íntegra da carta de Iris a Daniel:

“Carta aberta ao presidente do Diretório Regional do MDB, Daniel Vilela

Senhor Presidente,

Embora distante do debate político que se estabeleceu no MDB desde as eleições para o governo no ano passado, e, neste momento, apenas dedicado ao enfrentamento dos desafios de gestão na Prefeitura de Goiânia, me achei, contudo, no direito de fazer uma ponderação a respeito dos rumos de nosso querido partido em face de suas próximas decisões.

Como muito bem sabem os emedebistas e a população de Goiás, sou um homem forjado na persistência pelo diálogo enquanto a melhor via de resolução de conflitos e posicionamentos divergentes. Diante de impasses, jamais se pode abrir mão da abertura que possa resultar em conciliação, desde que estejam em jogo os interesses maiores da sociedade e das instituições.

O MDB se constituiu, ao longo de décadas, como a referência maior desta premissa calcada no equilíbrio, permitindo que o Brasil pudesse alcançar condições de governabilidade em tempos de sucessivas crises.

O partido jamais cedeu às tentações para a confrontação. Firmou-se numa conduta cívica alicerçada em ações responsáveis, sempre a colocar os interesses nacionais acima de tudo, em permanente compromisso com a população.

O ódio jamais constrói. Pelo contrário, colabora de maneira explosiva para a desintegração social ao contaminar as relações institucionais e ao aprofundar situações que geram impasses e incertezas.

Como é da tradição do MDB, temos que persistir e primar pela conduta consequente, que fortaleça uma mensagem de desprendimento e desapego no que diz respeito à luta pelo poder, sempre tendo como norte as causas maiores da sociedade.

A propósito das posições assumidas durante a disputa para o Governo do Estado em 2018, infelizmente o que se verificou foi a grave divisão interna no MDB, tendo como ponto de discórdia o lançamento de uma candidatura própria ou o apoio a outra candidatura.

Sempre com posições claras a este respeito, na ocasião defendi que o partido se mantivesse fiel à sua trajetória de sempre participar das disputas majoritárias como cabeça de chapa. Afinal, somos uma legenda forte, arraigada no cotidiano da população, protagonista em todos os momentos de definições a respeito dos destinos de Goiás e do Brasil.