Caiado corta recursos do Ministério Público, da UEG e da Secretaria da Administração, mostra Jornal Opção

Com o pretexto de pagar “outras despesas prioritárias”, o governador Ronaldo Caiado (DEM) deu uma baita tesourada nos orçamentos do Ministério Público, da Universidade Estadual de Goiás (UEG) e da Secretaria de Estado da Administração, mostra reportagem do Jornal Opção na internet.

“Foram retirados R$ 46.890.000,00 de encargos com inativos e pensionistas do Ministério Público, R$ 100.000,00 de despesa com inativos e pensionistas da Universidade Estadual de Goiás (UEG), além de R$ 92.262.424,97 da reserva de contingência da Secretaria de Administração (Sead)”, revela o Opção.

Resta saber vão reagir os estudantes da UEG e os dirigentes do MP. Os cortes não têm nada de aleatório: atingem o órgão de controle externo do Executivo, mais uma vez a educação e a gestã de governo. Bem ao estilo caiadista de governar.