Segurança: Baldy implanta sistema de reconhecimento facial no metrô de SP

Por iniciativa do goiano Alexandre Baldy, hoje secretário de Transportes da administração do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), será instalado no metrô da capital paulista um sistema de reconhecimento facial. A tecnologia permite a identificação de pessoas por meio de imagens dos rostos. O objetivo é aumentar a segurança dos passageiros.

O edital para aquisição do equipamento foi publicado no Diário Oficial do Estado no final do mês de junho. A primeira etapa consiste no monitoramento eletrônico das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha. As propostas serão apresentadas por empresas ou consórcios no dia 20 de agosto.

Hoje, o monitoramento é feito com câmeras analógicas e outras digitais. Nem todas estão integradas aos centros de controle operacional (CCOs), segundo o Metrô. O novo sistema de monitoramento, além de reconhecimento facial, prevê a identificação e rastreamento de objetos e de áreas invadidas. Ele terá uma autonomia de 30 dias para armazenamento de imagens.

O uso de reconhecimento facial em câmeras instaladas em locais públicos ainda é incipiente no Brasil. Na Bahia, a tecnologia começou a ser usada no carnaval, quando um suspeito de homicídio de 19 anos foi preso curtindo o carnaval vestido de mulher.