“Jovens” de O Popular ocultam nomes e dizem ler Marx, Bakunin, Senhor dos Anéis e Harry Potter

Uma “reportagem” como a estampada neste sábado na primeira página do Magazine, suplemento de O Popular, faz um relato sem avaliação crítica sobre uma suposta pesquisa a respeito do que lêem e assistem os jovens que estão participando das manifestações de rua em Goiânia.

Só pode ser uma guinada do Magazine, para se transformar em suplemento de humor. E ainda mais sob o título “Papo cabeça”.

Primeiro, “nossos” jovens informam o que lêem e assistem, mas não dão os próprios nomes. Por quê? Que risco existe em alguém se identificar ao dizer que está lendo determinados autores? Nos tempos da ditadura, quando era crime a simples posse um livro “comunista”, aí, sim? Mas hoje em dia?

Isso é piada dos autores da reportagem, os humoristas… gulp… os jornalistas Bruno Félix e Rute Guedes.

Esses dois escrevem sem pensar nos leitores de O Popular, que não são bobos. A matéria faz uma apologia de uma suposta juventude “esquerdista” e libertária, que lê autores do século passado, superados, ao mesmo tempo em que guarda debaixo do travesseiro O Senhor dos Anéis e Harry Potter.

Nenhum dos jovens entrevistados sob pseudônimos (isso é ridículo) diz na matéria uma única frase capaz de comprovar que estão realmente lendo os dinossauros do pensamento político mundial.

Uma Amanda (nome fictício, tem base?) diz que gostava de assistir quando mais jovem os filmes da série Harry Potter, mas cresceu e agora prefere um cinema mais sério: os filmes de Tarantino e os da série Matrix.

Filmes sérios (hahahahha…) ou pura diversão hoolywoodiana? pergunta o blog 24 Horas, já que Bruno Félix e Rute Guedes esqueceram-se de perguntar.

Outra “jovem”, Iolanda, nome também falso (ela prefere não se identificar, que piada), se declara “comunista” (e Bruno Félix e Rute Guedes engolem) e revela que adorou o filme Adeus, Lênin – e o blog 24 Horas lembra que esse filme faz uma crítica devastadora do comunismo e jamais seria “adorado” por alguém que em pleno século 21 ainda se declara “comunista”.

Ou Iolanda não viu o filme, ou viu e não entendeu, ou os dois jornalistas autores da reportagem também não viram e também não entenderam. Ou não sabem o que é ser “comunista”.

Ah, tem Lênin no título do filme, tá explicado porque todo mundo embarcou.

Tem muito mais na reportagem de Bruno Félix e Rute Guedes. Até mais tarde o blog 24 Hors posta mais comentários – já que a matéria foi publicada por um jornal da importância de O Popular, cujos editores também não devem ter lido essa peça “brilhante” do jornalismo nativo.

Caso tivessem lido, não teriam publicado. Ou mudado o nome do Magazine para Suplemento de Humor.