AD

Extinção do FICA é vergonha internacional: Caiado e Edival Lourenço ficarão marcados para sempre

Na cerimônia de encerramento do Festival de Cinema Ambiental (FICA) em 2018, na cidade de Goiás, o então secretário estadual de Educação, Marcos das Neves, celebrava a 20a. edição do evento e disse ter a certeza de que “outros 20 FICAs virão”. Estava redondamente equivocado.

Numa decisão vexatória, que expõe Goiás a vergonha em escala internacional, o governador Ronaldo Caiado (DEM) e o secretário de Cultura, Edival Lourenço, resolveram não fazer o FICA mais. A repercussão mundial está sendo a pior possível.

No ano passado, 40 mil pessoas passaram pela cidade de Goiás nos seis dias de evento – que mexeu com a cultura local, posto que 47 filmes produzidos em nosso Estado foram exibidos, sem falar as películas gravadas em outros pontos do País e no exterior.