Exclusivo: promoções desproporcionais causam revolta entre as praças da PMGO

Não é de hoje que as promoções dos oficiais e praças apresentam uma grande discrepância, o que não mudou também no cenário atual. No governo de Caiado todas as vagas disponibilizadas para oficiais ofertadas foram preenchidas,enquanto que para as praças a abertura não chegou sequer a 50% de vagas disponíveis em cada graduação.

É possível ver o exemplo dos coronéis da PMGO, onde das 35 vagas existentes, todas foram preenchidas, sendo promovidos 15 somente em 2019. Enquanto isso, de um total de 661 vagas para subtenentes, somente 441 estão preenchidas, sendo oferecidas apenas 99 para promoção neste ano. Ficam diversas vagas ociosas, mas com candidatos que já contemplam as necessidades para serem promovidos.

O absurdo é ainda maior quando observamos a graduação de 1º sargento, com previsão de 1.468 vagas e apenas 633 preenchidas, tendo sido ofertadas apenas 225 vagas para todo o ano de 2019.

Uma das promessas de campanha de Caiado era valorizar esses homens e mulheres que tanto lutam pela nossa segurança. Aguarda-se que o governador, que diz zelar pela “sua” Polícia Militar, dobre a quantidade de vagas ofertadas, fazendo justiça aos verdadeiros heróis que protegem a sociedade goiana, mesmo com o risco de morte, deixando suas famílias para trás, sendo muitas vezes desvalorizado. Os praças esperam, pelo menos, o direito de galgarem a tão sonhada ascensão em suas carreiras, com igualdade de disponibilização do quadro, assim como ocorre com o quadro de oficiais.