Baixa adesão a protesto mostra rejeição do servidor aos sindicatos pelegos do PT e à presença de deputados

Não há dúvida: a baixa adesão dos 170 mil servidores do Estado ao protesto organizados pelos sindicatos pelegos do PT mostra a rejeição das categorias às entidades controladas pelo petismo.

Ao não comparecer à mobilização, que, diga-se de passagem, é do interesse do servidor, a categoria também repudia o uso político-eleitoral do movimento pelos deputados Mauro Rubem e Major Araújo.

O protesto desta quinta-feira fracassou em termos de público. Nem 100 pessoas apareceram para ouvir as lorotas de Mauro Rubem e seus blue (red) caps.