Aidar chama de “conversinha fiada” contrapartida social das usinas que recebem incentivo fiscal

Depois de ouvir o depoimento de André Rocha, presidente do Sindicato da Indústria de Fabricação de Açúcar e Etanol de Goiás (Sifaeg) na CPI dos Incentivos Fiscais da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Humberto Aidar (MDB) usou a tribuna nesta sexta-feira para chamar de “conversinha fiada” o argumento de André de que as empresas contempladas por gordos benefícios do Estado devolvem contrapartida justa ao povo de Goiás. 

“Nós entendemos que está na hora deste setor bilionário começar a pagar o Estado, ao invés de receber. Estes empresários desmerecem nossa inteligência. Vieram aqui e disseram: “nós temos uma creche na cidade tal, na outra pagamos escola para meia dúzia de pessoas, fazemos um Natal…” claro! Com dinheiro do povo! Tem que fazer alguma coisa, mas fazem pouco. Disseram até que em Goianésia os filhos do pobre estavam na mesma escola dos filhos dos donos da usina. Chega, esta conversa fiada não nos convence”, disse Aidar.

Veja o vídeo com o pronunciamento do deputado sobre o assunto.