Henrique Arantes questiona posicionamento de Caiado sobre projeto que permite acesso a depósitos judiciais

O deputado Henrique Arantes (PTB) disse que o governador Ronaldo Caiado (DEM) teve uma postura política enquanto senador e outra como governador. De acordo com ele, o atual chefe do executivo era contrário ao uso de depósitos judiciais para o custeio de despesas correntes da administração pública, mas agora envia projeto idêntico para a Assembleia Legislativa.

“Continuo com a minha série de pronunciamentos sobre a incoerência do governador. Ele diz uma coisa e faz o contrário. O deputado Lucas Calil (PSD) disse que, quando senador, o governador foi contra o acesso aos depósitos judiciais para equilibrar as contas do Estado – exatamente o mesmo processo que hoje enviou para este Parlamento. O governador está fazendo o que ele criticava”, afirmou o deputado.

Henrique Arantes disse que o governador havia feito compromissos com ex-parlamentares para composição de sua equipe de governo, mas não manteve a palavra. De acordo com ele, acreditava-se que poderia aproveitar a experiência política e administrativa de ex-mandatários para auxiliar na gestão do Executivo.

“Caiado dizia que o ex-deputado José Vitti poderia ocupar a secretaria que desejasse. Também fez acordos verbais com ex-parlamentares, como Chiquinho Oliveira, Marlúcio Pereira, Júlio da Retífica e Eliane Pinheiro, que poderiam compor sua equipe. Mas nada disso aconteceu, e essas pessoas, com sua experiência política, podem ter imaginado que contribuiriam com o Estado novamente”, afirmou.