Paulo Magalhães acaba com hipocrisia de Clécio, lembra que colega elegeu-se pelo PT e foi aliado de Paulo Garcia

Chamado de “urubu” pelo vereador Clécio Alves (MDB) por criticar o projeto, aprovado na última quarta-feira, que concedeu título de cidadão goiano para o ministro da Justiça, Sérgio Moro, o também vereador Paulo Magalhães (PSD) detonou o colega. Magalhães acabou com o discurso moralista de Clécio lembrando que ele se elegeu pelo PT em 2014 e chegou à presidência Câmara com apoio do ex-prefeito petista Paulo Garcia.