Deputados da base de Caiado exigem liberação de emendas para aprovar PEC da Morte da UEG

Para aprovar a PEC da Morte da UEG, deputados da base de Caiado exigem a liberação de emendas parlamentares.  A emenda  inclui a UEG na vinculação geral da Educação, reduzindo de 27% para 25% a vinculação da área e começou a ser tramitada nesta terça-feira (27), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), na Assembleia Legislativa.  Se aprovada, a PEC pode significar a morte da UEG.

Além de questões relativas à articulação com o Sindicato dos Profissionais em Educação do Estado de Goiás (Sintego) e servidores da própria UEG, um ponto fundamental para viabilizar a aprovação é o atendimento pelo governo das emendas de deputados veteranos para este ano de 2019 e as impositivas para 2020.