Diário da Manhã lamenta desrespeito do deputado Paulo Trabalho com manifestantes pacíficos de esquerda

Reportagem publicada na edição desta sexta-feira do Diário da Manhã registrou e lamentou o ato de desrespeito do deputado estadual Paulo Trabalho (PSL) com manifestantes de esquerda que, de forma pacífica, relembravam os 40 anos da anistia política em frente ao monumento em memória aos mortos e desaparecidos da ditadura, no Centro de Goiânia. O DM chamou o episódio de “incidente desagradável”. 

O texto diz que o deputado subiu no monumento e gritou impropérios para impedir o jornalista Pinheiro Salles, uma das vítimas da ditadura, de discursar. Houve “destempero verbal e emocional” de Paulo Trabalho, de acordo com o o jornal.