Vazamento de super salário do coronel Viveiros na Seduc teria dedo de Fátima Gavioli

O clima está tenso na Secretaria de Educação.

O vazamento do super salário de R$ 64 mil dos coronel PM reformado Avelar Lopes Viveiros é atribuído a pessoas ligadas à secretária Fátima Gavioli.

Gavioli não esconde de ninguém que não gosta de Viveiros, que foi esvaziado e apontado por ela como espião na pasta.