AGM fecha parceria com FAPEG para impulsionar Programa Centelha nos municípios

Com o apoio da Associação Goiana de Municípios (AGM) será lançado nesta quinta-feira dentro da programação da Campus Party no Passeio das Águas Shopping, em Goiânia, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG), o Programa Centelha, que tem como objetivo a geração de inovações de interesse direto da sociedade e de empresas e a formação de cultura e fortalecimento do empreendedorismo inovador no Estado de Goiás.

A plataforma para submissão de propostas de ideias inovadoras estará aberta do dia 4 de setembro a 4 de outubro (programacentelha.com.br/go/). A seleção acontecerá em três etapas, e a expectativa é de sejam inscritas mil propostas para que, ao final, sejam selecionadas 28 propostas de empreendedores inovadores. O programa irá oferecer capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso.

O Programa Centelha é promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e operado pela Fundação Certi e conta com o apoio da Associação Goiana de Municipios (AGM).

A AGM convida os gestores do Estado para juntos incentivar a participação dos empreendedores locais e a comunidade em geral, para apresentarem propostas com o objetivo de estimular ideias inovadoras por meio de capacitações para o desenvolvimento de produtos (bens e/ou serviços) e apoiar a geração de empresas. É uma oportunidade para tirar do papel uma ideia inovadora e colocar em prática soluções que proporcionem mais qualidade de vida à população, num empreendimento de sucesso.

O programa por meio da concessão de recursos de subvenção econômica (recursos não reembolsáveis) irá destinar recursos no valor global de R$ 1.680.000,00, sendo R$ 1.100.000,00 oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – FNDCT/Finep e o restante da contrapartida da Fapeg, e vai destinar recursos de até R$ 60 mil por empresa.