Amauri Ribeiro gastou mais de R$ 137 mil da manjada verba indenizatória em mordomias

O deputado Amauri Ribeiro, o deputado do chapéu, não tem dó do dinheiro público e torrou R$ 137.552,69 da manjada verba indenizatória de mordomias pagas Assembleia Legislativa entre fevereiro e julho de 2019, além de embolsar o salário de mais de R$ 25 mil mensais.

De acordo com o Regimento Interno da Assembleia, a verba indenizatória pode ser utilizada para despesas como passagens, telefonia, serviços postais, apoio à atividade parlamentar, assinatura de publicações, alimentação, hospedagem, locação ou fretamento de veículos, combustível, serviços de segurança, apoio técnico de consultorias, divulgação da atividade parlamentar e aeronaves.

Uma mordomia sem tamanho, que rende a Amauri Ribeiro por mês o limite de até R$ 26 mil.