Anápolis: vereador defende Santa Casa e lembra que governador se recusou a pagar repasses de 2019

O vereador Lélio Alvarenga (PSC) afirmou em discurso na tribuna, nesta quarta-feira (18.set), que trabalhou 18 anos na Santa Casa de Misericórdia de Anápolis, sabe o quanto ela é importante para Goiás, portanto entende que é preciso braços dados para ajudar a instituição.

Ele frisou ainda que além de Anápolis, a unidade atende 60 municípios pactuados. Segundo Lélio, ambos os lados – poder público que repassa recursos e a Santa Casa – precisam de ajustes, embora a parte administrativa da unidade filantrópica esteja sendo organizada pelo padre Clayton Bérgamo.

Lélio lembrou que pediu ao governador Ronaldo Caiado (DEM) que pagasse repasses atrasados do ano passado, mas o mandatário afirmou que não faria isso.

O vereador disse ainda que enquanto a saúde sofre com falta de recursos, a Câmara Federal aprova o aumente do fundo para financiar partidos na eleição de 2020, além de criar o subterfúgio de que o dinheiro pode ser usado para pagar advogados em uma eventual defesa de políticos, “legalizando o caixa 2”.

“Trata-se de uma forma de roubar do povo brasileiro. É com tristeza que a gente fala aqui dessas coisas vergonhosas”, completou Lélio.