Caso do personal trainer que bateu na namorada: Humberto Teófilo diz que, se ele o tivesse prendido, “poderia ter atirado”

O deputado estadual Humberto Teófilo (PSL), que alimenta a imagem de estouradinho, disse nesta quinta-feira, em pronunciamento na Assembleia, que se fosse ele o policial que prendeu o personal trainer Murilo Morais, filmado em Goiânia enquanto espancava a namorada, “poderia ter atirado”. “Se fosse um policial mais estourado, como eu, poderia ter dado um disparo”.