Caiado diz que queda da diretoria da Goiás Parceria é resultado da “caça” à corrupção

Caiado não hesitou um instante sequer em defenestrar Eduardo Macedo da direção da Goiás Parceria, depois da revelação do escândalo da contratação de escritório de advocacia por R$ 400 mil sem licitação. Disse que a medida é resultado da “caça” à corrupção dentro do governo. O caçado, no caso, é cria de Caiado, foi figura de proa na campanha caiadista no ano passado, pit bill do governador na imprensa e iria até assumir a presidência do PTB por influência do demista. Mas para fazer média, Caiado fritou o antigo companheiro e o jogou aos leões.