Vivo é condenada a indenizar consumidora que teve nome negativado sem nunca ter firmado contrato com a empresa

A Vivo (Telefônica Brasil S.A) foi condenada a pagar R$ 5 mil, a título de danos morais, a uma consumidora que teve o nome negativado sem nunca ter firmado contrato com a empresa. A indenização foi arbitrada pelo juiz leigo Paulo Florênciio de Barros, em sentença homologada pelo juiz Fernando Moreira Gonçalves, do 8º Juizado Especial Cível de Goiânia. Foi declarada a inexistência da dívida junto à empresa e determinado o cancelamento das restrições de crédito.