AD

Em defesa da Lava Jato, Glaustin apoiou vetos à Lei de Abuso de Autoridade

O deputado federal Glaustin da Fokus (PSC) demonstrou alinhamento com a agenda do governo federal de combate à corrupção, ao votar pela manutenção de todos os vetos do presidente Jair Bolsonaro ao projeto de lei que define regras para os crimes do abuso de autoridade. O Congresso Nacional, no entanto, rejeitou 18 dos dispositivos e conservou outros 15 artigos e trechos, em sessão conjunta com deputados e senadores na noite de terça-feira (24).

“Apesar de o Congresso ter derrubado a maioria dos vetos, eu votei em concordância com o governo Bolsonaro, pois acredito que alguns pontos dessa lei podem atrapalhar a nossa luta contra o crime e a corrupção”, disse Glaustin em vídeo publicado nesta quarta-feira (25) em suas redes sociais. “Mas democracia é isso. Agora, vamos continuar com as votações hoje, sempre priorizando o crescimento do Brasil e a retomada da confiança do mercado.”

O texto final da lei, com apenas 15 vetos, retornou ao Palácio do Planalto. Se o presidente Bolsonaro não promulgá-la no prazo de 48 horas, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), será o responsável pela tarefa.