Empresários vão pedir para Chequinho não falar mais pela Adial no debate sobre incentivos fiscais

Preocupados e, principalmente, irritados com o descontrole do diretor da Adial, Edwal Portilho, o Chequinho, um grupo de empresários estuda pedir à entidade que se proíba ele de se manifestar em nome da classe no debate sobre os incentivos fiscais. Para eles, Chequinho maios atrapalha do que ajuda com ataques e provocações a deputados e ao governo. Eles atribuem ao diretor todo o coima ruim para os empresários na comissão e no governo.