Recibo mostra que ex-governador do Tocantins pagou empresário para denunciar adversário, diz MPF. Veja vídeo

A Polícia Federal apreendeu um recibo feito a mão – durante a operação Reis do Gado – na casa de Britto Miranda, pai do ex-governador do Tocantins Marcelo Miranda (MDB), em que um empresário confira ter recebido R$ 220 mil e que receberia outros valores (no total de R$ 480 mil até junho de 2016) para denunciar um adversário de Marcelo, Sandoval Cardoso, por um esquema de notas frias na Assembleia Legislativa. Sandoval era deputado.  

Nesta época, quando a denúncia veio à tona, Sandoval era governador do estado em um mandato tampão e era candidato à reeleição. Marcelo seria o seu adversário. Para o Ministério Público Federal, o interesse de Britto Miranda em pagar o adversário para expor o concorrente era diminuir o impacto do escândalo eleitoral ocorrido dias antes do avião apreendido em Piracanjuba, com cerca de R$ 500 mil e foi ligado à campanha de Marcelo. 

Anos depois, Marcelo foi cassado pelo escândalo do avião. Clique aqui para assistir à reportagem da TV Anhanguera do Tocantins.