MP solicita abertura de inquérito policial em desfavor da prefeita de Novo Gama Sônia Chaves

A Procuradoria de Justiça Especializada em Crimes Praticados por Prefeitos acolhe notícia criminal encaminhada pelo Ministério Público de Novo Gama envolvendo a prefeita da cidade Sônia Chaves, a secretária municipal de Educação Maria da Guia, o secretário de Governo Warlei Big e seu pai ex-vereador Zezinho da Feira.

A notícia dá conta de um suposto esquema que teria favorecido o pai do secretário de Governo em um contrato de aluguel de veículo, um caminhão placa KTD 5205, objeto do contrato 084/2017 da secretaria de Educação, gerido por Maria da Guia.

Mesmo sendo recomendada diversas vezes pelo Ministério Público para que deixasse de realizar atos de nepotismo na prefeitura e nos seus contratos, a prefeita manteve o contrato com o pai de seu secretário de Governo e ainda renovou por mais tempo. Consta dos autos que o custo desse aluguel seria de quase R$ 5 mil por mês chegando a um total aproximado de mais de R$ 100 mil nos dois anos de contrato.

Vale lembrar que o nepotismo no setor público não se resume a simples contratação de familiares, mas também o favorecimento mesmo que de forma indireta dos agentes públicos, familiares e amigos.

A petição foi encaminhada ao Tribunal de Justiça do Estado para que tome ciência da situação e à Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública para que abra o Inquérito Policial. O TCM-GO Tribunal de Contas dos Municípios também foi oficiado e os envolvidos, Sônia Chaves, Warley Lúcio, Maria da Guia e José Lúcio Zezinho da Feira serão intimados para prestar depoimento em oitiva.

Caso as suspeitas sejam confirmadas, os envolvidos inclusive a prefeita Sônia, podem ser punidos com a perda dos cargos públicos, suspensão de direitos políticos, multa civil, ressarcimento do dano e a proibição de firmar contrato público e de receber benefícios. (Texto Blog O Democrático)