O Popular: motorista de aplicativo assassinado fazia o curso de Direito e morava com os avós

O motorista de aplicativo Carlos Augusto dos Santos, 25, que foi assassinado num assalto no domingo (13) fazia o curso de Direito, na PUC Goiás, e já estava no 5º período. Carlos nasceu no Maranhã e morava em Goiânia há quatro anos. Ele não tinha filhos e vivia com os avós, no Balneário Meia Ponte. A polícia já prendeu sete envolvidos na morte de Carlos, que foi assassinado a tiros.