Com diretor-superintendente Derly Fialho, Sebrae cai de produção em Goiás

Sob a gestão do diretor-superintendente Derly Fialho, o Sebrae perde o papel de destaque que já ocupou em Goiás, principalmente quando foi comandado por Igor Montenegro, hoje colocado numa geladeira pela atual direção. Apesar das verbas gordas e do gastos excessivos com propaganda, o Sebare pouco tem feito no estado, gerando críticas de micro-empresários que buscam apoio no órgão. Já está em andamento um movimento para pedir o afastamento de Derly da superintendência.