Padre não tem direito de “avaliar” orientação sexual de apresentador da TV Anhanguera e de policial, diz jornalista Euler Belém

Em artigo no Jornal Opção, o jornalista Euler Belém diz que “a sexualidade pertence aos indivíduos e eles devem ser avaliados, não por ela, e sim como cidadãos e profissionais”, ao analisar a opinião de Padre Luiz sobre a decisão do apresentador da TV Anhanguera Matheus Ribeiro de assumir a homossexualidade em post nas redes sociais.
Leia a íntegra:

Padre não tem direito de “avaliar” orientação sexual de apresentador da TV Anhanguera e de policial