Escândalo em Colégio Militar: advogada diz que Estado violou direitos da criança e do adolescente

O Jornal Anhanguera ouviu especialistas sobre o escândalo no Colégio Militar da Cidade de Goiás, onde adolescentes foram obrigados a ficar nus na frente de policiais para ser submetidos a revista. A presidente da Comissão de Direitos da Criança e do Adolescente da OAB Goiás, Bárbara Cruvinel, reprovou a atitude adotada pela direção do colégio e foi enfática ao dizer que o Estado violou os direitos da criança e do adolescente.