Henrique Arantes fala em acabar com excessos da política de incentivos fiscais

O deputado Henrique Arantes (MDB) também falou a respeito dos incentivos fiscais no estado de Goiás. O parlamentar teceu críticas, principalmente, a empresa Caoa, instalada no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), montadora dos modelos da Hyundai e Chery.

“Essas empresas estão tentando intimidar o estado. Quando o estado quer majorar esse incentivo fiscais elas acabam reagindo. Absurdo é o que essas empresas recebem. No que nós perdemos para o estado de Mato Grosso? Por que que nós temos uma renúncia fiscal maior que a Zona Franca de Manaus?”, indagou Arantes.

O deputado afirmou que o objetivo da CPI dos incentivos fiscais não é demonizar os incentivos e sim acabar com excessos. “Não estamos demonizando incentivo fiscal, nós estamos dizendo que existem excessos. Uma renúncia de R$ 4 milhões ou R$ 5 milhões era justa, mas quase R$ 10 milhões é demais. É uma falta de respeito o que a Caoa faz com o Estado de Goiás, para R$ 250 ou menos de ICMS com a venda de um carro que custa R$ 100 mil. O senhor Carlos Caoa [Carlos Alberto de Oliveira Andrade] terá que vir aqui esclarecer todos esses excessos que recebe e pode tentar intimidar da forma que for. Aqui não cala não”, declarou Arantes.