À Veja, Francis Fukuyama diz que líderes antissistema como Bolsonaro geralmente não sabem governar e são abandonados pelos eleitores

Em entrevista à Revista Veja que chega às bancas nesta sexta-feira, o cientista político Francis Fukuyama (que se tornou uma celebridade na década de 90 com um artigo sobre o “fim da história”, após a derrota do comunismo para o capitalismo) diz que  líderes anti-estabilishment como Bolsonaro geralmente não sabem governar e são abandonados pelos eleitores.

“O problema para os políticos anti-estabilishment é que eles frequentemente não sabem como governar de maneira eficiente. As pessoas descobrem isso rapidamente e perdem o interesse neles. É o que pode acontecer com Bolsonaro”, afirma Fukuyama.