Alô, Caiado: servidores públicos denunciam Ipasgo por não conseguirem agendar consultas e exames

Servidores públicos usuários do plano de saúde do Ipasgo denunciam dificuldade para conseguir agendar consultas e exames depois que Ronaldo Caiado assumiu o governo de Goiás,

De acordo com as denúncias, médicos e clínicas alegam um tal “preenchimento de cota de atendimento” e dizem só ter disponibilidade para consultas e exames daqui a três, quatro e até cinco meses.

“Isso é um absurdo porque o meu salário é descontado todos os meses pelo Ipasgo e doença não tem hora, dia e mês para acontecer”, protesta um servidor público em mensagem enviada ao G24H.

“O Ipasgo virou uma bela porcaria no governo Caiado”, anotou revoltado.