Diante do desrespeito da empresa aos consumidores, CPI da Enel prorroga trabalhos

A Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) sediou na manhã desta quinta-feira, 31, mais uma reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga irregularidades no fornecimento de energia elétrica por parte da empresa Enel.

Durante o encontro foram votados as solicitações da prorrogação da CPI por mais 60 dias. Também foi discutido, votado e aprovado o requerimento que convoca o presidente da Enel Brasil, Nicola Contugno; o diretor de Desenvolvimento de Negócios e Infraestrutura da Enel Brasil, Guilherme Lencastre e o diretor de Relações Insitucionais da empresa, José Nunes. Eles serão convidados para depor em posterior reunião da comissão.

Outros requerimentos que foram votados durante a reunião foram o que solicita a extensão de rede elétrica para o município de São Miguel do Passa Quatro e os que buscam a realização de posterior audiência pública na Câmara Municipal de Palmeiras de Goiás e outra audiência na Câmara Municipal de Iporá.