Lissauer recebe embaixador do Chile e faz convite para conhecer a Tecnoshow

O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSB), recebeu, na tarde desta quinta-feira, 31, a visita do embaixador do Chile no Brasil, Fernando Schmidt Ariztía. O encontro foi sediado no próprio gabinete do parlamentar e se estendeu por aproximadamente uma hora.
Diversos assuntos foram colocados em pauta, dentre eles, a situação econômica do Estado. Ao ser questionado sobre a principal dificuldade da administração, Lissauer não hesitou em disparar: “a folha de pagamento”. Em seguida, o parlamentar explicou ao embaixador que uma fatia de 86% da arrecadação do Governo é destinada ao pagamento dos servidores. “Isso é desproporcional e causa um rombo enorme”.
No entanto, o presidente reiterou que tudo tem sido tratado com muita responsabilidade pelos Poderes. “Infelizmente temos que adotar medidas duras e impopulares, mas caiu nas nossas mãos. Não há outro jeito senão encararmos com seriedade e responsabilidade”, garantiu.
Ainda no quesito previdência, o embaixador explicou a Lissauer o funcionamento do sistema previdenciário chileno e ressaltou seus diferenciais. Segundo Schmidt, o sistema tem sido reformado e adota, em partes, o molde brasileiro.
Tecnoshow
Posteriormente, foi colocado em pauta a potencialidade da Feira de Tecnologia em Agronegócio — a TecnoShow — promovida anualmente pela cooperativa Comigo, no município de Rio Verde.
Na ocasião, Lissauer explicou que esta é uma feira de negócios e destacou ao chileno que em sua última edição o encontro registrou um marco histórico: “atingimos mais de R$ 2,5 bilhões em negócios ao longo dos cinco dias de evento”.
Por fim, o presidente frisou que a feira oferece a seus visitantes o que há de mais moderno no mercado do agronegócio e aproveitou para convidá-lo a conhecer a próxima edição do evento.
O chileno, por sua vez, aceitou prontamente o convite e ressaltou que “é sempre importante agregar conhecimento sobre a realidade do agronegócio”. “Ainda temos muito o que fazer. O que vemos é que existe uma possibilidade de entendimento entre ambos os países. Quem sabe podemos aprender técnicas sobre como vender os nossos produtos em mercados internacionais e juntarmos forças com o Brasil”.
Por fim, o presidente da Alego avaliou como “importante” a passagem do chileno pelo Parlamento. Segundo ele, a Casa permanecerá de portas abertas e disposta a manter um bom relacionamento com todos os que buscarem novas oportunidades. “Precisamos sempre dialogar”, finalizou.
Visita

Ao final do encontro, o embaixador entregou a Lissauer um livro de um poeta chileno e também recebeu do presidente do Legislativo um kit de livros organizados pela Alego, contendo exemplares de Constituições e Estatutos.