Covardia em dose dupla: Karlos Cabral sumiu do plenário na votação da PEC da Educação e some, de novo, na votação da Saneago

Virou padrão: o deputado estadual Karlos Cabral (PDT) diz que é aliado do governador Ronaldo Caiado (DEM), mas foge do plenário da Assembleia na hora de votar projetos impopulares. Foi assim na votação da PEC da Educação, que tirou R$ 500 milhões/ano do ensino público, e está sendo assim agora na votação do projeto da venda da Saneago. Covardia em dose dupla.