Barão do transporte coletivo de Goiânia que ser presidente do Conselho Deliberativo do Vila Nova

O empresário Décio Caetano, um dos barões do transporte coletivo de Goiânia, lançou seu nome na disputa do Conselho Deliberativo do Vila Nova. Em carta aberta, ele defendeu renovação, argumentando que é “hora de construir um novo clube”. Também manifestou apoio a Hugo Jorge Bravo para presidência.

Os preparativos da eleição para nova diretoria, que deve ser realizada no fim deste mês, ocorrem em meio ao risco do Tigre rebaixar para a Série C do Campeonato Brasileiro. A seis rodadas para o fim da competição, sob direção do presidente Ecival Martins o colorado é o 19º colocado da Série B, com 31 pontos.

Confira a carta assinada por Décio Caetano:

“É hora de construir um novo Vila Nova Futebol Clube

O Brasil está vivendo uma profunda e inédita revisão de práticas e princípios, em todas as áreas. O futebol profissional não está indiferente a essas transformações.

Como um dos maiores e mais tradicionais clubes brasileiros, com uma torcida vibrante e apaixonada, o Vila Nova precisa abraçar essa era de mudanças. Os grandes times do nosso país encararam esse desafio e já estão colhendo os seus resultados.

Acredito que o Vila Nova Futebol Clube está pronto para essas mudanças, que começam efetivamente pela eleição de seu novo Conselho Deliberativo. É hora de renovar. Foi com esse compromisso que, em reunião com vários conselheiros do time, nessa segunda-feira, 4 de novembro, apresentei meu nome para a disputa do nosso conselho.

Tenho 50 anos de idade, sou empresário, formado em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Qualidade e tenho 28 anos de experiência profissional no Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de Goiânia (ex-Setransp, atual SET). Na entidade, exerci as mais diversas funções administrativas e executivas, até chegar à presidência.

Paralelamente, colaborei ativamente com o desenvolvimento do VNFC, do qual tenho a honra de ser conselheiro há mais de 20 anos. Na gestão de Leonardo Rizzo, fui diretor de Marketing, e, por dois mandatos, participei do Conselho de Orientação Financeira (COF) do clube. Durante todo o tempo em que estou no conselho, atuei pelo crescimento do clube, em todas as gestões.

Para a vice-presidência do conselho, temos conosco o jovem Daniel de Paula, formado em Administração pela Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAESP). Daniel de Paula é gestor de investimentos com mais de 10 anos de experiência de mercado, com passagens pelas principais instituições financeiras do país, como os bancos Credit Suisse e JP Morgan.

Daniel também chefiou o Departamento de Gestão de Investimentos do Banco Santander por 4 anos, e atualmente é sócio da Nexgen Capital, boutique de investimentos com foco em gestão e captação de recursos. Possui os principais certificados de gestão e consultoria de investimentos, reconhecidos mundialmente.

Para a presidência executiva, estamos apoiando Hugo Bravo e, para a Diretoria Financeira, Fábio Brasil. Juntos, Daniel, Hugo e Fábio estamos estabelecendo o compromisso, com o clube, seus conselheiros e torcedores, de apresentar uma pauta propositiva de trabalho, com ênfase na qualificação da estrutura física patrimonial do clube (OBA e CT) e nova estruturação e aporte de investimentos nas categorias de base.

Também estamos estabelecendo o compromisso de governança de mãos dadas com nossos conselheiros, que contribuem mensalmente para o desenvolvimento do VNFC e representam os nossos torcedores, em Goiás e em todos os cantos do Brasil.

Mais do que nunca, o VNFC precisa de um corpo diretivo profissional, sintonizado com as novas e modernas práticas de gestão do futebol. Uma representação comprometida com o time, seus jogadores, corpo técnico e, em especial, com sua torcida.

A Nação Vilanovense clama pela renovação, pelo compromisso e pelo envolvimento com o clube