“Plano Mais Brasil” escancara intenção (real) de promover desmonte do Estado, denuncia jornalista

O jornalista Lauro Veiga Filho denuncia que o  “Plano Mais Brasil” escancara intenção (real) de promover desmonte do Estado. Veja o que ele escreve:
  A intenção de “transformar” o Estado brasileiro e instituir o “novo marco institucional da ordem fiscal” (seja lá o que isso signifique para além do tom pernóstico escolhido pelo senhor ministro dos mercados), alardeados como principais feitos do pacote de medidas anunciado ontem oficialmente pelo governo, sequer disfarça a real intenção de desmontar esse mesmo Estado.Em troca de mais aperto fiscal, dividido entre medidas emergenciais e definitivas, a União promete distribuir algo em torno de R$ 400,0 bilhões a Estados e municípios, com recursos dos royalties e participações especiais (sobre o petróleo, por exemplo), nos próximos 15 anos, o que representaria perto de R$ 26,7 bilhões por ano”.