Estudante é suspeito de planejar ataque a colégio militar em Goiânia

O site Mias Goiás informa que “vários estudantes do Colégio Estadual da Polícia Militar de Goiás Waldemar Mundim não compareceram às aulas nesta segunda-feira (11) após circular no WhatsApp mensagens de um adolescente programando um possível massacre no local. Segundo relatos dos próprios estudantes, o jovem estaria planejando o ataque na terça-feira (12), quando completa 16 anos de idade. A escola fica no Conjunto Itatiaia, em Goiânia”.
Ao Mais Goiás, a PM disse que “as ameaças foram detectadas previamente pela direção do colégio e medidas legais foram adotadas para evitar qualquer fato danoso aos alunos da referida unidade, tais como: acionar o Conselho Tutelar, fortalecer o controle de acesso ao colégio e acionar o Batalhão Escolar para reforçar o patrulhamento nas imediações, principalmente no momento de chegada e saída dos alunos”.