Operação do MP em Jussara investiga vereadores por suspeita de pedir dinheiro para aprovar contas

O Ministério Público de Goiás deflagrou nesta terça-feira (12/11) operação em Jussara como desdobramento de investigação conduzida pela 1ª e a 2ª Promotorias da comarca, em atuação conjunta. Os alvos são dois vereadores do município, suspeitos de pedir dinheiro a um ex-prefeito para votarem pela aprovação de suas contas de gestão no exercício de 2012, que acabaram rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

Nas diligências realizadas hoje, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos dois vereadores, bem como em seus respectivos gabinetes na Câmara Municipal de Jussara. Foram apreendidos aparelhos celulares dos investigados.

A decisão também determinou o afastamento dos investigados do exercício do mandato e os proibiu de entrar nas dependências da Câmara Municipal e de se comunicarem com servidores e demais vereadores.

O material apreendido será encaminhado para perícia. As investigações sobre o ocorrido terão prosseguimento, a partir da análise desse material. (Edição de texto: Ana Cristina Arruda/Assessoria de Comunicação Social do MP-GO, a partir de nota das Promotorias de Jussara)